Manta Mexicana, Sarape

Sarape é uma forma alternativa de poncho (Serape) .

Como substantivos a diferença entre sarape e poncho (serape) é que o poncho é um tipo de manta usado como manto, especialmente pelos hispano-americanos.

O México é um país rico em cultura e história. A riqueza de sua cultura e a cordialidade de seu povo são refletidas nas roupas mexicanas tradicionais usadas por eles. Devido à abundância de tons terrosos de seu ambiente, como vermelhos, marrons, amarelos e verdes, os tecelões fizeram intrincados padrões e desenhos vibrantes em suas roupas. Embora a roupa tradicional mexicana tenha sofrido vários períodos de mudança, ela manteve a sua beleza pela qual ainda é admirada.



Estilos tradicionais

Os estilos tradicionais de roupa mexicana incluem os trajes diários e os tradicionais. As roupas diárias para as mulheres normais são blusa e saia na altura do tornozelo ou joelho. Também usam uma túnica sem mangas, chamada de huipil e um tipo de xale, chamado de rebozo. A moda masculina cotidiana é camisa, calças, botas, sombrero e uma capa grande, chamada de sarape. Os trajes tradicionais do México eram usados em férias e ocasiões especiais. O traje inclui o vestido de puebla, o quechquemitl e o traje de charro.


Função

No caso da motocicleta se tem a manta para várias funções, além da decoração, como por exemplo: exposição, função de cobertor para um dia de frio caso esteja viajando, deitar em um gramado à beira da estrada para apreciar a paisagem, entre outras possibilidades como não esquecer das origens tradicionais da região. Usado como travesseiro, colchão ou capa, bem como um cobertor de sela, banco entre outros.


Influências

Muitas das características da roupa mexicana tradicional são devido à influência estrangeira. Quando os espanhóis conquistaram o México em 1521, trouxeram mudanças políticas e culturais. O vestuário mexicano pós-colonial surgiu como uma mistura de estilos nativos e europeus. Sua influência foi maior em roupas masculinas, como a camisa, calças e botas de estilo europeu, que se tornaram roupas de uso diário. A influência europeia é parcialmente responsável pelo que identificamos como a tradicional roupa mexicana agora.


Materiais de fabricação

Os nativos pré-coloniais produziam roupas mexicanas tradicionais em um tear de correias. O tear de assoalho da Europa o substituiu posteriormente. Os indígenas pré-coloniais usavam principalmente algodão, cascas e uma planta nativa chamada agave para a fabricação de roupas. Quando os europeus introduziram os ovinos na área, a lã, juntamente com a seda, foram incorporadas. Para dar às suas roupas cores vibrantes, os nativos originalmente usavam pigmentos de plantas locais. Eventualmente, eles foram substituídos por anilina e tintas acrílicas provenientes da Europa.


Fonte: Zapata

419 visualizações
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
Política de Privacidade

Política de Troca e Devolução
Métodos de Pagamento
  • Mercado Pago
  • PayPal
  • PagSeguro
  • PicPay

CNPJ 29.924.739/0001-71
Balneário Camboriú - SC | +55 47 92000-8315 
contato@16mais.com 

© 2019 by 16mais Chicano Style